TEMPO DE QUIETUDE


"Saíra Isaque ao campo, à tarde, para meditar..." Gênesis 24.63a

Sabemos que Isaque era um homem que trabalhava no campo durante todo o dia. Nesse texto, porém, no final do dia (à tarde) vemos que Isaque volta ao campo (seu local de trabalho), mas não para trabalhar. Ele volta para outro tipo de atividade tão importante como o trabalho. Ele volta para ?meditar?. Para falar com Deus; para orar. Para um tempo de quietude.

Esse conceito é muito presente tanto no Antigo Testamento como no Novo Testamento e na vida de Jesus:
* No Salmo 131.2 o salmista afirma: "... tenho feito acalmar e sossegar a minha alma";
* O profeta Isaías exorta o povo de Deus: "Pois assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando, sereis salvos; no sossego e na confiança estará a vossa força. Mas não quisestes" Isaías 30.15;
* O apóstolo Pedro fala das mulheres que têm a "beleza incorruptível de um espírito manso e tranquilo";
* O próprio Jesus investia boa parte do seu tempo em meditação, oração e quietude: "De madrugada, ainda bem escuro, levantou-se, saiu e foi a um lugar deserto, e ali orava" (Marcos 1.35). Ele fez isso também antes da escolha dos doze: "Naqueles dias retirou-se para o monte a fim de orar; e passou a noite toda em oração a Deus. Depois do amanhecer, chamou seus discípulos e escolheu doze dentre eles" (Lucas 6.122-13).

O tempo no qual vivemos é um tempo de correria; comunicação rápida; más notícias chegando a todo momento; atividades que se acumulam. É necessário que criemos um consistente hábito de quietude; meditação e oração. Isso foi importante no tempo do Antigo Testamento; foi importante para Jesus; é importante para nós, lideres do povo de Deus no século XXI também.

No meio de tantas coisas urgentes, não os esqueçamos daquilo que é de suma importância.
"Posso permanecer calmo e sem ansiedade em qualquer situação, quando lembro que Deus está ali" Madame Guyon

Tenha um abençoado mês de fevereiro.

Bispo João Carlos