A FÉ CRISTÃ E O CORONA VÍRUS

Francis Bacon, filosofo inglês, foi quem desenvolveu o "Método Cientifico". Foi importante na elaboração de teorias que deram fundamento à ciência moderna. Sua grande paixão era a evidência empírica. Mas ele também era um cristão! Ele acreditava que algumas coisas não podiam ser entendidas pela mente humana.

Por causa da sua fé, Bacon entendeu que poderia continuar com sua paixão pela busca da verdade científica e, ao mesmo tempo, viver em paz com aquilo que ele não podia compreender. Ele entendeu que poderia viver seguro em Cristo em meio ao desconhecido.

Viver no meio de incertezas não nos agrada. Gostamos das coisas 'claras'; das respostas firmes. Então, quando as manchetes dos jornais; da televisão e da internet insistem em repetir noticias sobre um certo VÍRUS, precisamos decidir como vamos responder às coisas sobre as quais não temos controle:
* Ficaremos surfando na internet ou nos canais de televisão revisitando as mesmas informações hora após hora?
* Mudaremos o nosso humor para melhor ou para pior dependendo de cada estatística?
* Ficaremos desesperados/as e com medo à cada notícia negativa?
* Ficaremos esperançosos e confiantes a cada notícia positiva?

Como deveríamos reagir quando quase tudo nos diz que devemos ficar ansiosos; cheios de dúvidas e com medo?

O boa noticia da fé cristã é que as nossas dúvidas não precisam nos definir e nem nos deixar envergonhados. Lembremo-nos daquele pai (em Marcos 9) que vendo o sofrimento de seu filho, incluiu suas dúvidas em seu clamor: "EU CREIO! AJUDA-ME NA MINHA INCRECULIDADE!"

Com base nessa verdade minha reação deveria ser:
* Um compromisso renovado com a oração diária sobre essa questão que nos aflige;
* Uma reconhecimento honesto de que não temos controle;
* Um pedido sincero de socorro àquele que é a nossa fonte de todo socorro: ?o meu socorro vem do Senhor que fez o céu e terra?.

Fé é, por definição, 'crer em algo que não se vê'. É 'reconhecer sem entender'. Fé nada tem a ver com 'conhecer e entender tudo'.
Ter fé é descansar na promessa daquele que nos criou e que prometeu que estaria sempre conosco apesar das dificuldades; das incertezas e das circunstancias.

Nossa certeza não é se vamos ou não vamos contrair esse ou aquele vírus; essa ou aquela enfermidade. Nossa certeza é que aquele que conhece todas as coisas está conosco e se alegra em nos socorrer.

Bispo João Carlos