HABACUQUE

Nesses primeiros 4 versos desse livro, o profeta Habacuque não consegue entender o que Deus está fazendo. Muitas vezes nós também não entendemos.

Verso 2: "Eu choro por ajuda e tu não ouves".

Parece que Habacuque se esqueceu do salmo 23.4 "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal nenhum, porque tu estás comigo...". Habacuque era um profeta do templo e conhecia esse texto.

Ao invés de confiar em Deus com base no que Deus é em seu caráter, Habacuque parece julgar Deus com base no que está acontecendo no momento.

A verdade é que Deus nem sempre cumpre suas promessas da maneira como nós esperamos. Mas uma coisa precisamos saber sempre: seu caráter nunca muda, nem mesmo quando ele parece silencioso.

Veja os versos 3 e 4. Habacuque continua a sua reclamação. "O pecado está florescendo mesmo no meio do povo de Deus". Esse é o tipo de coisa que nos desencoraja. Já passou por isso? Está passando por isso? Questionando Deus?

Deus usa essas circunstancias para lidar com o nosso próprio coração. Para que aprendamos a não querer ditar como Ele deve agir.

Esse texto está aí para que possamos entender que "Quando Deus permite que o mal floresça, precisamos continuar confiando nele".

Quando Deus parece silencioso, precisamos confiar que ele continua cuidando de nós.

Quando o mal parece ser todo poderoso, Deus reina acima dele com perfeito controle.

Então, quando Deus permite que o mal floresça, nós continuamos confiando nele. No seu caráter de justiça!

É assim que Habacuque termina o seu livro: "Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto a vide (...) todavia, eu me alegro no Senhor, exulto no Deus da minha salvação (...)"

Que Deus o/a abençoe nesse mês de Maio!

Bispo João Carlos