Jesus orientou os seus discípulos dizendo: “dai e dar-se-vos-á…” Lucas 6.37

João Wesley desafiou os primeiros metodistas da seguinte forma: “Ganhe o máximo que puder, economize o máximo que puder, doe o máximo que puder”.

Esses dois desafios acima continuam valendo para nós cristãos e metodistas ainda hoje!

  1. Precisamos entender que DAR é um ato de adoração. É um ato de culto:

Dar não é apenas uma resposta à necessidade de outra pessoa, de uma família ou da igreja. É uma resposta de gratidão, a um Deus fiel, por toda a sua bondade para conosco. Você se lembrada mulher que derramou o perfume nos pés de Jesus? (João 14.6-8). Aquele foi um verdadeiro ato de culto!

  1. Precisamos entender que DAR nos ajuda a perceber onde o nosso coração está:

Lembra-se do Jovem Rico? Jesus lhe perguntou se já seguia os mandamentos. Ele respondeu que sim. Então Jesus lhe disse: “Vai, vende tudo o que tem, dê aos pobres, e terá um tesouro no céu. Então, vem e segue-me” (Mateus 19).

Quando o jovem ouviu isso, saiu triste, porque possuía muitos bens.

O que Jesus estava tentando ensinar a esse jovem é que se a riqueza o possuía, então ele não poderia herdar o reino. Na verdade, o Reino precisa nos possuir. Deus não é dono de apenas 10% da minha vida. Ele é dono de tudo.

Jesus disse: “De graça recebeste, de graça daí” (Mateus 10.8). A questão não é se temos que literalmente dar tudo o que temos. A questão é se reconhecemos que Deus é o dono incondicional de tudo o que possuímos.

  1. Precisamos entender que DAR é um indicador do quanto confiamos em Deus:

Sem fé é impossível agradar a Deus, por que todo o que vem a ele deve crer que ele existe e que é o galardoador dos que o buscam” (Hebreus 11.6).

Como cristãos recebemos a certeza de que Deus sabe das nossas necessidades e delas cuida. Jesus disse: “Ora, se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós outros, homens de pequena fé?” Mateus 6.30.

No dia 15 de maio teremos nossa Oferta Missionária Nacional. Uma excelente oportunidade de participar da missão através de um ato de doação.

Tenha um abençoado mês de maio!

Bispo João Carlos