GRAÇA

 

Uma das grandes ênfases do movimento wesleyano desde o seu início e através da história é a doutrina da graça de Deus.

Na verdade, os cristãos de modo geral, mas especialmente nós metodistas, gostamos de enfatizar que "somos SALVOS pela graça" (Efésios 2.8-9), mas de vez em quando nos esquecemos que precisamos VIVER pela graça também.

Esse era um sério problema para a igreja primitiva na Galaica. O apóstolo Paulo exortou aqueles crentes por estarem "desertando daquele que vos chamou na graça de Cristo, para outro evangelho".

Os gálatas haviam começado com o Espírito da Graça, mas agora estavam votando para a lei da carne.
Esta é uma tentação diante da qual muitos sucumbem. Somos tentados a imaginar que se Deus parece não se manifestar nas nossas lutas e dificuldades, então devemos "tomar as rédeas" da situação.

Talvez seja exatamente por isso que Charles Spurgeon fez o seguinte desafio para o povo de Deus: "não deixemos que o excesso de sofrimento nos guie para longe do trono da graça. Pelo contrario, que nos guie para perto daquele trono".

Os reformadores protestantes do século dezesseis afirmaram insistentemente: "sola gratia"- somente pela graça!

Não abandonemos a graça de Deus no meio das lutas. Sua graça é sempre suficiente!
"...e Ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza".

Tenha um abençoado e vitorioso mês de junho.

Bispo João Carlos