Mantendo a chama das promessas de Deus acesas


Textos Bíblicos: Gênesis 15.1-14

Quebra-gelo: Chegar ao topo não é difícil, diz um ditado. Difícil é manter-se lá. O que você acha dessa afirmação? Receber as promessas não é difícil, manter-se focado nelas é o nosso desafio.

Introdução: A história de Abraão é uma grande inspiração para nós e nos ensina a manter o foco em Deus. O texto lido mostra Abraão no meio de sua jornada em direção a terra da promessa. Quando Abraão responde o chamado de Deus, ele sai motivado por uma palavra carregada de promessas (Gn 12). No entanto descobrimos que promessas não significam ausência de lutas e Abraão cheio de lutas estava quase parando, desistindo. Assim como Abraão você também tem muitas promessas da parte de Deus, promessas que envolvem a tua vida, a vida da tua família, o teu trabalho, enfim que envolvem todas as áreas da sua vida, porém, enfrentamos situações que às vezes tiram o nosso coração do alvo. O texto nos ensina como manter a chama das promessas de Deus acesas no coração, vejamos:

I) – Ouvir Deus, ouvir direção dele, voltando-se para ela sempre – Saiu encorajado pela palavra que recebeu, mas no caminho lutas apareceram e o filho da promessa nada de aparecer e pela demora ele começa a desviar os olhos deixando o seu coração ser contaminado por vários pensamentos (v. 2). Deus o levou para fora e o faz contemplar os céus de forma desafiadora (v.5). Veja as estrelas, assim será. A chama da promessa se renova quando aprendemos a olhar para o alto, para o Senhor. Esse é o desafio de Deus. (Colossenses 3.1-3, Hebreus 12.1-3).

II) – A palavra é a direção correta para nossa caminhada. Escute o Senhor – capítulo 13.13-14 nos revelam como Abraão agiu no conflito com Ló, (v. 15) pediu a visão de Deus para agir, (v. 18 estava no altar para conhecer o coração de Deus). Não fechou o coração para abençoar Ló (Gn 14.14). Abriu o coração para investir no reino de Deus (Gn 14.18-20), apesar da luta, fez conforme o Senhor orientava. A chama das promessas se renova quando mantemos os olhos em Cristo.

III) – As lutas sempre estarão presentes e negá-las não produz vitória – Não adianta negar a luta. (Gn 15.8, como saberei? Isso é luta), Gn 15.9-10 Deus convida Abraão para entrar em conselho com Ele. O altar significava presença de Deus e presença esclarece dúvidas. Deus prepara o coração de Abraão e o fortalece. A chama das promessas se concretiza quando não fugimos da luta, mas enfrentamos mediante o conselho de Deus.

IV) – Certeza da visitação de Deus – A dureza de coração do povo produziria grandes dificuldades, mas Deus não desistiria do povo. Gn 15.12-14 “Mas Eu julgarei a nação opressora… e depois sairás com muitos bens”. Naquele dia o Senhor renovou a aliança com Abraão. Precisamos ter a convicção de que receberemos a visitação de Deus, você pode até não saber como ela se dará, mas ela acontecerá. A chama se renova quando mantemos a expectativa da visitação de Deus bem viva no coração.

Conclusão: Lembre-se: Deus tem muitas promessas para você. Você deseja renová-las em sua vida? As promessas dele se cumprirão e as receberemos porque o Senhor é fiel para cumprir aquilo que diz. Olhemos para Ele.Se você quer isso, vamos orar.